Falta às consultas médicas agendadas: percepções dos usuários acompanhados pela Estratégia de Saúde da Família, Manguinhos, Rio de Janeiro

  • Mellina Marques Vieira Izecksohn Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF). Rio de Janeiro, RJ
  • Jaqueline Teresinha Ferreira Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Rio de Janeiro, RJ
Palavras-chave: Agendamento de Consultas, Absenteísmo, Saúde da Família, Assistência Ambulatorial

Resumo

Introdução: os motivos que levam o usuário da Estratégia de Saúde da Família a comparecer ou não às consultas médicas programadas precisam ser conhecidos devido ao impacto negativo que as faltas podem causar no serviço de saúde, inclusive de caráter financeiro e no cuidado do usuário. Objetivo: conhecer o motivo e a percepção do usuário quanto à importância de comparecer às consultas agendadas, identificando as razões para o não comparecimento. Métodos: pesquisa quanti-qualitativa, com quantificação de faltosos em duas equipes do Centro de Saúde Escola no período de seis meses e entrevista semiestruturada com 22 pacientes que faltaram ou não às consultas médicas agendadas. Resultados: foi identificado um percentual de faltas de 48,9% no período estudado. O principal motivo para agendamento das consultas dos usuários foi o acompanhamento de sua saúde, o que pode ter diversas interpretações por parte dos profissionais de saúde e dos pacientes. Entre os motivos citados para as faltas às consultas, destacaram-se o esquecimento assim como o agendamento em horários inoportunos. Alguns ruídos na comunicação entre os usuários com a Unidade de Saúde também foram identificados, como a impossibilidade de cancelamento do encontro sem que o usuário compareça ao serviço. Conclusões: o estudo permitiu a identificação de aspectos relacionados à organização do serviço de saúde e ao usuário que interferem na assiduidade, assim como das propostas que podem melhorar o comparecimento às consultas médicas tais como diversificar as formas de agendamento, contato telefônico prévio, escutar o usuário, entre outros.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mellina Marques Vieira Izecksohn, Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF). Rio de Janeiro, RJ

Mestre em Saúde Pública pela ENSP

Médica de Família e Comunidade no Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria

Jaqueline Teresinha Ferreira, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Rio de Janeiro, RJ
Doutorado em Antropologia Social pelo Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales, França.
Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Referências

Ferreira J. A saúde em comprimidos: influências socioculturais na interpretação de sintomas e terapias medicamentosas em uma vila de classe popular de Porto Alegre. Saúde Debate. 2001;25(59):67-72.

Husain-Gambles M, Neal RD, Dempsey O, Lawlor DA, Hodgson J. Missed appointments in primary care: questionnaire and focus group study of health professionals. Br J Gen Pract. 2004;54(499):108-13.

Portal da Cidadania [Internet]. Excesso de faltas em exames e consultas prejudica a saúde de Biguaçu. Santa Catarina: Prefeitura Municipal de Biguaçu; 2011[acesso em 2011 Dec 05]. Disponível em: http://www.bigua.sc.gov.br/excesso-de-faltas-em-exames-e-consultas-prejudica-a-saude-de-biguacu/.

Correio da Manhã [Internet]. Doentes faltam mais às consultas e exames. Portugal, Lisboa; 2012 [acesso em 2012 Sep 05]. Disponível em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/atualidade/doentes-faltam-mais-as-consultas-e-exames.

A Gazeta [Internet]. Faltas em consultas médicas chegam a 70% na rede pública. Espírito Santo; 2011 [acesso em 2011 Dec 06]. Disponível em: http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/05/noticias/a_gazeta/dia_a_dia/847876-faltas-em-consultas-medicas-chegam-a-70-na-rede-publica.html.

G1 [Internet]. Falta às consultas marcadas gera prejuízo de R$ 500 mil em Canoas, RS. Rio Grande do Sul; 2012 [acesso em 2012 Aug 04]. Disponível em: http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2012/06/falta-consultas-marcadas-gera-prejuizo-de-r-500-mil-em-canoas-rs.html.

Kwintner M. When absence speaks louder than words: an object relational perspective on no-show appointments. Clin Soc Work J. 2011;39:253-61. http://dx.doi.org/10.1007/s10615-011-0313-x.

Giacchero KG, Miasso AI. Ambulatório de psiquiatria em hospital geral: caracterização da adesão de usuários ao agendamento. Rev RENE. 2008 [acesso em 2012 Aug 04];9(2):20-7. http://www.revistarene.ufc.br/revista/index.php/revista/article/view/547.

Perron NJ, Dao MD, Kossovsky MP, Miserez V, Chuard C, Calmy A et al. Reduction of missed appointments at an urban primary care clinic: randomized controlled study. BMC Fam Pract. 2010;11:79. http://dx.doi.org/10.1186/1471-2296-11-79.

Barron WM. Failed appointments: Who misses them, why they are missed, and what can be done. Prim Care. 1980;7(4):563-74.

Van der Meer G, Loock JW. Why patients miss follow-up appointments: a prospective control-matched study. East Afr J public Health. 2008;5(3):154-6.

Neal RD, Hussain-Gambles M, Allgar VL, Lawlor DA, Dempsey O. Reasons for and consequences of missed appointments in general practice in the UK: questionnaire survey and prospective review of médical records. BMC Fam Pract. 2005;6:47. http://dx.doi.org/10.1186/1471-2296-6-47.

Lacy NL, Paulman A, Reuter MD, Lovejoy B. Why we don´t come: patient perceptions on no-shows. Ann Fam Med. 2004;2:541-5. http://dx.doi.org/10.1370/afm.123

Gerson LW, McCord G, Wiggins SL. A strategy to increase appointment keeping in a pediatric clinic. J Comm Health. 1986;11(2):111-21. http://dx.doi.org/10.1007/BF01321512.

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: MS; 2012.

Weingarten N, Meyer DL, Schneid JA. Failed appointments in residency practices: who misses them and what providers are most affected? J Am Board Fam Pract. 1997;10(6):407-11.

Nour El-Din MM, Al-Shakhs FN, Al-Oudah SS. Missed appointments at a university hospital in eastern Saudi Arabia: magnitude and association factors. J Egypt Public Health Assoc. 2008;83(5-6):415-33.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010 [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; 2010 [acesso em 2012 Jul 04]. Disponível em: http://censo2010.ibge.gov.br/.

Assis MMA, Villa TCS, Nascimento MAA. Acesso aos serviços de saúde: uma possibilidade a ser construída na prática. Ciênc Saúde Coletiva. 2003;8(3):815-23. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232003000300016.

Lora AP. Acessibilidade aos serviços de saúde estudo sobre o tema no enfoque da saúde da família no município de Pedreira SP [dissertação]. São Paulo: UNICAMP; 2004.

Ferreira J. Semiologia do Corpo. In: Leal OF, editors. Corpo e Significado – ensaios de antropologia social. Porto Alegre: UFRGS; 1995. p. 89-104.

Fontanella BJB, Ricas J, Turato RB. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Cad Saúde Pública. 2008;24(1):17-27. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2008000100003.

Souza CR, Botazzo C. Construção social da demanda em saúde. Physis (Rio J). 2013;23(2):393-413. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312013000200005.

Mourão P R. Tempo decorrido desde a última consulta: análise de um modelo estatístico aplicado ao caso das mulheres na Espanha. AMB Rev Assoc Med Bras. 2011;57(2):164-70.

Whittle J, Schectman G, Lu N, Baar B, Mayo-Smith MF. Relationship of scheduling interval to missed and cancelled clinic appointments. J Amb Care Manage. 2008;31(4):290-302. http://dx.doi.org/10.1097/01.JAC.0000336549.60298.1d.

Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. Carteira de serviços – relação de serviços prestados na Atenção Primária. Rio de Janeiro [acesso em 2013 Jun 20]. Disponível em http://subpav.org/index.php?p=cart.

Publicado
2014-08-19
Como Citar
Izecksohn, M. M. V., & Ferreira, J. T. (2014). Falta às consultas médicas agendadas: percepções dos usuários acompanhados pela Estratégia de Saúde da Família, Manguinhos, Rio de Janeiro. Revista Brasileira De Medicina De Família E Comunidade, 9(32), 235-241. https://doi.org/10.5712/rbmfc9(32)960
Seção
Artigos de Pesquisa